Atuação

2015 – Reunião com a ministra do Meio Ambiente, Izabela Teixeira, para revogar portaria 443  Ministra promete adequar Portaria para destravar segmento florestalPor Assessoria Cipem
A ministra do Meio Ambiente, Izabela Teixeira garantiu ao setor florestal de Mato Grosso, durante reunião em Brasília que irá resolver todos os desconfortos criados com a publicação da Portaria 443, de 17 de dezembro de 2014. O fato é um alívio para o segmento florestal uma vez que serão resolvidos os problemas criados com a falta de regulamentação da referida Portaria. Criação do Grupo de TrabalhoEm fevereiro a ministra anunciou a criação de um Grupo de Trabalho (GT), para que se faça um estudo regional técnico da flora, para conhecer, de fato, como se comportam as espécies dentro das particularidades de cada região. Os trabalhos do GT serão coordenados pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB), sob o comando do diretor-geral da entidade, Marcus Vinícius Alves, e será composto pelo Ibama, MMA, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Confederação Nacional da Indústria (CNI). O ajustamento da Portaria 443 é uma prova de que o setor, para se fortalecer, deve participar sempre ativamente, através do Cipem e do Fórum Nacional de Atividades de Base Florestal (FNBF), bem como de entidades de renome como a Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt) e Confederação Nacional das Indústrias (CNI) para garantir que não seja – depois de tanto esforço para garantir seu espaço adequando-se à legislação vigente –, mais uma vez, marginalizado com legislações que surjam sem que seja avaliada sua verdadeira realidade”, avaliou Bento.

2013 – Fórum Nacional de Atividades de Base Florestal realizou em 2013 o Encontro Anual  ( Brasília-DF)

Representantes de diversas entidades empresariais da cadeia produtiva da madeira e do governo federal se reuniram, em Brasília, em junho de 2013, durante o Encontro Anual do Fórum Nacional das Atividades de Base Florestal (FNABF). O evento marcou a retomada das ações do Fórum, do qual a Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci) é um dos principais atores.

Para dar suporte às ações políticas e estratégicas do FNABF e da Abimci, as duas entidades anunciaram a realização do Estudo Setorial 2013. O último levantamento foi feito há cinco anos. “O anuário vai nos ajudar a vender o setor no Brasil e no mundo. As entidades precisam sair do discurso e agir”, afirma Pupo. 2012 – Workshop Subsídios e Proposições para a Formulação de uma Política Industrial Sustentável para a Amazônia – em Cuiabá (MT) O Fórum Nacional de Atividades de Base Florestal, em conjunto o com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e o CIPEM (Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso) realizou, no dia 22 de maio de 2012 no auditório da FIEMT em Cuiabá-MT, o Workshop Subsídios e Proposições para a Formulação de uma Política Industrial Sustentável para a Amazônia.

Este evento contou com a palestra do Dr. Joésio Siqueira, vice-presidente da STCP, sobre os Fatores Críticos e Demandas dos Complexos Produtivos da Amazônia.