FNBF apoia evento que vai discutir inovação para a cadeia da construção em madeira

Acontece de 10 a 12 de junho, em São Paulo-SP, o evento Ideias Inovadoras para a Cadeia da Construção em Madeira, que abordará os principais aspectos da cadeia construtiva e envolverá os setores que podem fazer a diferença nesse processo. O evento está sendo organizado pelo Núcleo da Madeira e conta com apoio de diversos parceiros, entre eles, o Fórum Nacional das Atividades de Base Florestal (FNBF), entidade que reúne 24 entidades, sediadas no Acre, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rondônia e Roraima, representando mais de 3.500 empresas associadas.

A programação do evento inclui um amplo ciclo de palestras e debates com o objetivo de gerar subsídios para a aceleração dos processos de homologação e aceitação da madeira como um material tecnologicamente avançado, sustentavelmente otimizado e com características únicas, que precisam ser difundidas.

Dividido em 5 módulos temáticos, durante os três dias, o evento busca estabelecer conexões para que cada segmento da cadeia produtiva possa compreender as necessidades do conjunto, otimizando seus processos de produção e dimensionando seu mercado.

Segundo o Núcleo da Madeira, a diversidade é a tônica desse evento que “almeja a ampliação do debate e a construção de uma cultura industrial que faça sentido à realidade brasileira e coloque o país em uma posição competitiva com as grandes mudanças, que já acontecem nos países altamente industrializados, porém sem o enorme potencial de recursos florestais que o Brasil possui”.

Mais informações e inscrições estão no site do evento Ideias Inovadoras para a Cadeia da Construção em Madeira.

Sobre o Núcleo da Madeira

O Núcleo de Referência em Tecnologia da Madeira, ou apenas Núcleo da Madeira, é uma iniciativa sem fins lucrativos de representantes de diversos setores da cadeia construtiva da madeira com os objetivos de: divulgar e demonstrar a viabilidade do uso intensivo, sustentável e nobre da madeira na construção; dar suporte aos processos industriais que tornam a madeira um dos mais versáteis materiais; demonstrar a contemporaneidade da madeira; estabelecer uma cadeia construtiva sustentável para a madeira.

Daniela Torezzan – Assessoria de Imprensa do FNBF (com informações do Núcleo da Madeira)